A Croácia

Distintamente croata (por Bozo Skoko, Universidade de Zagreb)

Plitvice

Lagos de Plitvice

Determinantes históricos (um ponto de encontro das identidades mediterrânea, balcânica e da Europa central).

Beleza natural excepcional (11% do território do país situa-se em áreas protegidas: duas reservas naturais – Bijele Stijene e Samarske Stijene em Gorski kotar; Rožanski kuk e Hajdučki kuk na cadeia de montanhas Velebit; oito parques nacionais – Risnjak, Paklenica, Velebit Norte, lagos Plitvice, ilhas Kornati, ilhas Brijuni, Mljet e do rio Krka; e dez parques naturais – Kopački rit, Papuk, Lonjska polje, Medvednica, o Žumberak e as terras altas de Samobor, Učka, Velebit, Lago Vransko, Telaščica e Biokovo).

Um clima moderado, agradável, com quatro estações e uma riqueza de diversidade territorial em uma área tão pequena (desde mar e ilhas, passando por montanhas e florestas, até as planícies férteis da Eslavônia).

Uma das costas mais recortadas e distintas do mundo, com 1.246 ilhas e ilhotas.

Um mar excepcionalmente limpo, de modo geral (o 12º mais limpo do mundo e primeiro no Mediterr��neo).

A rica herança da história e da cultura em todas as partes do país (desde a antiguidade com cidades medievais, passando pela arquitetura romana, renascentista e barroca, até realizações contemporâneas da arte).

palácio de diocleciano

Palácio de Diocleciano

6 monumentos culturais sob proteção da UNESCO (núcleo da cidade velha de Dubrovnik, Basílica Eufrasiana em Poreč, Palácio de Diocleciano em Split, a catedral de Šibenik, parte do templo romano na cidade de Trogir, e a praça Stari Grad na ilha adriática de Hvar).

Reservas de alta qualidade da água potável (terceira na Europa; temos 26 bilhões de litros de superfície de água renovável por ano).

Um ambiente preservado (com base em uma pesquisa feita pelas universidades americanas de Yale e Columbia, publicada em 2002 em estudo do Índice de Sustentabilidade Ambiental – a Croácia obtém a 12ª posição no mundo em termos de preservação do meio ambiente, com os EUA ocupando a 51ª posição, a Alemanha ocupando a 54ª, o Japão na 62ª e a Grã-Bretanha na 98ª).

O tesouro excepcional do calcário, uma mostra de beleza acidentada da natureza; os incomparável planaltos Dinaridi e as montanhas de rocha ao longo de mar (Učka, Velebit, Biokovo e outras).

Lagos de beleza excepcional (Lagos de Plitvice, Lago Vransko (um lago de água doce na ilha de Cres), Lago Telaščica na ilha de Dugi, os lagos cársticos – Crveno Jezero (Lago Vermelho) e Plavo Jezero (Lago Azul) na região Imotska krajina).

Alguns dos últimos pântanos da Europa (Lonjsko polje, Kopački rit, Crna Mlaka).

Cão dálmata

Cão dálmata

A diversidade de flora e fauna: 113 espécies de peixes de água doce (2º na Europa), 55.000 invertebrados (3º na Europa), 36 espécies de répteis (5º na Europa), 20 espécies de anfíbios (7º na Europa), 86 espécies de mamíferos (7º na Europa) …

1.842.954 hectares de terra arável, dos quais 368.817 hectares não estão em uso (com enorme potencial em produção ecológica).

29 espécies de animais domesticados locais (os bois Boškarin da Ístria, os bois de Buša em Lika, o porco de Turopolje, a ovelha Pramenka de Lika, o peru de Zagorje, o cavalo Lipicaner, o cão Dálmata, o cão de Tornjak, a abelha cinza e outros).

Florestas ecologicamente preservadas cobrindo uma área de 2.080.000 ha, ou 37% do país, sendo que 95% das florestas são de origem natural, o que representa uma parte especial da riqueza natural europeia. 80% das florestas ainda são de propriedade estatal, o que representa um enorme potencial econômico.

A riqueza da gastronomia e uma forma única de vida, determinada pelo meio e pela mistura de culturas que circundam o país.

Produtos específicos da indústria conhecida em todo o mundo (Vegeta, Bajadera, Sumamed, a gravata…).

slivovice 2

Šljivovica (aguardente de ameixa)

Produtos locais específicos que, graças à sua qualidade e distinção, representam um enorme potencial de exportação (Kulen da Eslavônia, presunto da Ístria, queijo de leite de ovelha em Pag, aguardente de ameixa da Eslavônia (Šljivovica), trufas da Ístria, lagosta e camarão adriáticos, cordeiro da ilha Pag, ostras de Ston, azeite de oliva, mel de Velebit, lavanda de Hvar, o laço da ilha Pag, os vinhos croatas …).

A julgar pelos resultados, os croatas têm uma aptidão acima da média para esportes (futebol croata, handebol, basquetebol, jogadores de tênis, a esquiadora Janica Kostelić…).

Croatas e pessoas da Croácia possuem impacto e importância significativos no nível global e contribuíram no desenvolvimento da ciência e da cultura mundial… (Nikola Tesla, Ruđer Bošković, Marko Polo, Marko Marulić, Ivan Meštrović, Faust Vrančić, Slavoljub Penkala, Marija Jurić Zagorka, Vlaho Bukovac, Marin Getaldić, Vladimir Prelog, Lavoslav Ružička, Zinka Kunc e outros).

Cultura e locais de diversão, como os Jogos de Verão de Dubrovnik, as noites barrocas de Varaždin, o Festival de Cinema de Pula, o Carnaval em Rijeka …

Uma herança específica de folclore e da música (muitos consideram o canto “a capella”, klapa, um dos produtos culturais mais originais da exportação da Croácia).

Expressões artísticas únicas, como a da escola Hlebina de arte naïf, a escola de Zagreb de filmes de animação, entre outras.

Símbolos nacionais únicos (um arranjo diagonal facilmente notado e particular de quadrados vermelhos que compõem o brasão croata, a gravata (lenço) como um detalhe cultural e da moda, e outros).